Jornal do Commercio
foto Verônica AlmeidaTudo sobre saúde pública de Pernambuco.
  • Tamanho do texto:
  • A-
  • A+

Abrasco e Abrasme apoiam debate sobre legalização da maconha

Publicado em 18/04/2014, Às 14:49

As Associações Brasileiras de Saúde Coletiva e de Saúde Mental assinam manifesto a favor de um debate amploa em torno da legalização do uso da maconha no País.  No Senado Federal e na Câmara dos Deputados já tramitam projetos de lei que regulamentam a produção, o comércio e o consumo ( números 7187/2014 e o 7270/2014), baseados em mudanças feitas pelos Estados Unidos e Uruguai, como também em evidências de que a criminalização da erva é mais danosa à sociedade.  ”É urgente que o Brasil faça um debate amplo, baseado nas evidências mais recentes produzidas por pesquisas científicas e em experiências exitosas no tratamento da questão”, diz nota disponível no site da Abrasco. Leia o material na íntegra acessando www.abrasco.org.br/noticias/noticia_int.php?id_noticia=1963.

 

Divulgação

Divulgação

Postado por Verônica Almeida

Palavras-chave

enviar para um amigo

Ministério Público cobra mais Caps

Publicado em 17/04/2014, Às 11:30

O fechamento previsto para o próximo dia 25 de abril do Sanatório Recife, um dos últimos hospitais psiquiátricos do território recifense, e as frequentes reclamações de familiares de pacientes sobre a carência de serviços substitutivos, fizeram o Ministério Público Estadual convocar uma reunião com as secretarias estadual e municipais de Saúde na última terça-feira (15/04). No encontro, o governo da capital se queixou da demora das prefeituras vizinhas em agilizar centros de atenção psicossocial e residências terapêuticas. Burocracia, poucos recursos financeiros, dificuldade para contratar médicos e outras questões foram levantadas durante o encontro. O saldo positivo é a definição de um prazo de 30 dias para que seja apresentado um cronograma, negociado pelo Estado e municípios, de implantação de novos serviços. Além de abrigar e tratar quem está saindo dos manicômios, é preciso garantir a assistência emergencial nos surtos, lembrou a promotora de Defesa da Saúde da capital, Helena Capela.

Promotora Helena Capela/ Foto de Bobby Fabisak/JC Imagem

Promotora Helena Capela/ Foto de Bobby Fabisak/JC Imagem

Postado por Verônica Almeida

enviar para um amigo

Muito a cobrar no Dia Mundial da Saúde

Publicado em 05/04/2014, Às 20:36

Esta segunda-feira(7 de abril)  é o Dia Mundial da Saúde. O SUS do Brasil salva milhares de vidas todos os dias, trata e previne doenças, é impossível viver sem ele. Mesmo assim, a rede sofre problemas crônicos, principalmente por falta de investimento, planejamento, competência e de prioridade política. Nessa coluna e no corpo do jornal, muitas histórias de descaso já foram denunciadas e, infelizmente, sem final feliz. São pacientes que morrem na fila, outros que nem conseguem ter acesso a ela, mesmo com decisões favoráveis na Justiça. O mesmo SUS que faz transplantes complexos, deixa crianças sem UTI, oferece vacina contra HPV e restringe a antitetânica. Há três dias a dona de casa Claudete França  denunciou demora na entrega de medicamentos para tuberculose, fornecidos pelo Ministério da Saúde, que compra via Opas de um único fornecedor estrangeiro. Teria havido atraso na produção. Só em Pernambuco, 1.320 pessoas usam esses remédios, que estão sendo agora regularizados. Tem gente com outras doenças mortais sem previsão de atendimento. O Ministério Público e a Justiça querem solução imediata para mais de 5 mil pessoas que aguardam cirurgia em grandes hospitais de Pernambuco.protesto 1

Postado por Verônica Almeida

Palavras-chave

enviar para um amigo

Rede SUS de Pernambuco ganha mais de 200 leitos

Publicado em 03/04/2014, Às 13:22

Os serviços que a Secretaria Estadual de Saúde entrega à população nesta quinta-feira  (03/04), último dia da gestão de Eduardo Campos, representam cerca de 200 leitos reforçando a urgência e setores de alta complexidade.  O secretário de Saúde Antônio Carlos Figueira inaugura novas emergências  pediátrica e obstétrica do Hospital Barão de Lucena (HBL), na Iputinga, maternidade de alto risco, um prédio anexo do Hospital de Câncer, sob intervenção estadual, mais a reformada emergência do Hospital da Restauração.

As inaugurações, aliás, são bem simbólicas para o governo. O investimento no HBL é uma resposta a uma das áreas mais críticas : a assistência ao parto complexo. O HR, por sua vez, sempre foi vitrine, pelo título de maior emergência pública.  Já o novo  Hospital de Câncer dá mais uma vez destaque à iniciativa ousada do governo de reorganizar a instituição filantrópica para suprir carências no tratamento do câncer.

Os hospitais da UPE, no entanto, não tiveram o mesmo espaço na vitrine das inaugurações. A exceção é a maternidade do Cisam, reaberta no início do ano. O Oswaldo Cruz, o maior dos três hospitais universitários estaduais, permanece com canteiros de obras e muitos problemas a resolver.

Confira o que está sendo entregue nesta quinta-feira, conforme adianta a Secretaria Estadual de Saúde:

 

hbl

Barão de Lucena Ao todo, mais de R$ 36 milhões estão sendo investidos na estrutura. A emergência obstétrica terá 8 leitos, o dobro da atual. A pediátrica passa de 6 para 19. Cada uma ainda terá 1 leito de observação, totalizando 29. Foi investido R$ 1,2 milhão na compra de equipamentos, como respiradores, berços aquecidos, incubadoras, aparelhos de anestesia. As mães que tiverem filhos internados nas UTIs neonatal e pediátrica, além da UCI neonatal do HBL, terão o apoio da Casa das Marias, que contará com 30 leitos.

HR

Restauração – Está concluída a primeira etapa das obras de readequação, com o novo setor da emergência de adultos, que passará de 70 para 100 leitos, 42% de ampliação. A reforma permite melhor  acesso das equipes de resgate, com a unificação das entradas das emergências adulta e pediátrica.  As ambulâncias passarão a entrar no HR pela Rua Joaquim Nabuco e a saída será pela Av. Agamenon Magalhães. O Centro de Diagnóstico da Unidade, além de já contar com dois tomógrafos, terá serviço de endoscopia ampliado e passará a dispor de angiografia e ressonância magnética. Ao todo, serão 4,9 mil metros quadrados de área reformada e estão sendo investidos cerca de R$ 20 milhões.

Hospital de Câncer –  Está sendo entregue o novo bloco anexo, que teve investimento de, aproximadamente, R$ 27 milhões. O novo espaço contará com sete pavimentos e abrigará a emergência do hospital, a  Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com 20 leitos, e um pavimento reservado para uma Unidade de Transplante de Medula Óssea. A emergência  terá 31 leitos, o centro cirúrgico também será ampliado, passando de oito para 12 salas, e o número de leitos de UTI sairá de 10 para 20.  A nova estrutura também abrigará uma Unidade de Transplante de Medula Óssea, com área de 914 metros quadrados e 15 leitos.

Postado por Verônica Almeida

Palavras-chave

enviar para um amigo

Novo hospital de Caruaru abre na próxima semana, gerido pela FAV

Publicado em 27/03/2014, Às 12:33

A Fundação Altino Ventura vai administrar o mais novo hospital construído pelo Estado, o Mestre Vitalino, em Caruaru, no Agreste. A organização informa que a partir da próxima semana o serviço do SUS começa a funcionar inicialmente com 12 leitos de emergência (dez para adultos e dois na sala vermelha). A abertura total dos 202 lugares para acomodar doentes deve ocorrer de forma gradativa. A inauguração oficial está programada para quarta-feira (2 de abril), segundo a Secretaria de Saúde de Pernambuco.

Conforme a FAV, o atendimento será por 24 horas, com encaminhamentos feitos pelo  SAMU, resgate do Corpo de Bombeiros e Central de Regulação da Secretaria Estadual de Saúde.  Quando em pleno funcionamento, o Mestre Vitalino  terá clínica geral, cirurgia, neurologia, cirurgia vascular, saúde mental, pediatria clínica e cirúrgica, cardiologia e oncologia. A unidade contará com UTI de adultos (40 leitos) e pediátrica (dez).

O novo hospital vai gerar mais de mil empregos diretos. Para a fase inicial foram contratados  135 profissionais, informa a fundação.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o novo hospital representa um investimento de mais de R$ 74 milhões. A intenção é atender moradores de 52 cidades pernambucanas. O Mestre Vitalino deve ser o maior hospital do interior.

 

Maquete do Mestre Vitalino/Divulgação

Maquete do Mestre Vitalino/Divulgação

 

Postado por Verônica Almeida

Palavras-chave

enviar para um amigo

Dezoito queixas de Pernambuco na Caixa Preta da Saúde

Publicado em 27/03/2014, Às 12:22

Quem espera sempre alcança. O ditado popular não se aplica quando o assunto é saúde, ou melhor, doença. Ficar na fila do exame, do atendimento médico, do tratamento, do remédio e cirurgia desagrada e leva à morte. Assim como a Promotoria da Saúde de Pernambuco encontrou quatro mil pessoas aguardando operação em três hospitais (motivo de ação na Justiça contra o Estado), a Associação Médica Brasileira contabiliza esperas no SUS. O projeto Caixa Preta da Saúde reuniu em duas semanas 900 denúncias, com a demora prevalecendo em 58% delas. Do nosso Estado, 18 foram registradas. Para abrir e alimentar a Caixa Preta, acesse www.caixapretadasaude.org.br.

Material da campanha/AMB

Material da campanha/AMB

 

Postado por Verônica Almeida

Palavras-chave

enviar para um amigo

MP quer fim de gastos supérfluos para fazer fila do SUS andar

Publicado em 21/03/2014, Às 13:45

Na ação civil pública movida no último dia 19 contra o Estado, para zerar o déficit de cirurgias na rede SUS, a Promotoria da Saúde do Ministério Público de Pernambuco elenca gastos supéfluos que poderiam ser evitados em favor da saúde. Entre eles, o repasse de R$ 140 mil como apoio ao evento Olinda Beer, realizado no Carnaval de 2013. A despesa com fomento à atividade turírstica foi autorizada pela Empetur para a Festa Cheia Produções e Propaganda. Outro gasto citado foi com a compra de arranjos e coroas de flores para prédios da governadoria, no valor de R$ 105,9 mil. Os dados foram extraídos pelo MP do Portal da Transparência. Na ação, os promotores observam que “não se pretende valorar a pertinência desses gastos do Executivo, os quais, em outro cenário, poderiam ser perfeitamente cabíveis, mas apenas demonstrar que, na realidade do nosso País e do nosso Estado, na qual é clara a carência de aplicação de recursos financeiros para atendimento da demanda de usuários do SUS, impõe-se a redução ou até mesmo a sua supressão como imperativo”. A promotora Helena Capela, uma das responsáveis pela denúncia à Justiça, explica que desde 2012 tenta uma solução negociada com o Estado para fazer a fila andar, mas, como todas as tentativas se esgotaram, resolveu buscar apoio da Justiça. Somente no HR, Getúlio Vargas e Otávio de Freitas, quase quatro mil pacientes aguardam a operação.

Promotora Helena Capela/ Foto de Bobby Fabisak/JC Imagem

Promotora Helena Capela/ Foto de Bobby Fabisak/JC Imagem

Postado por Verônica Almeida

Palavras-chave

enviar para um amigo

Estado responde sobre atraso no pagamento de hemodiálise

Publicado em 21/03/2014, Às 13:09

A Secretaria  de Saúde de Pernambuco  informa que todos os pagamentos destinados a clínicas de hemodiálise referentes ao mês de dezembro de 2013 já foram efetuados. A exceção é para  um serviço dos 22 conveniados, que estava com a pendência de documento e receberá o pagamento hoje, sexta-feira (21/03). Já em relação ao mês de janeiro, a previsão é de que o recurso do Ministério da Saúde entre na conta do Fundo Estadual de Saúde até esta sexta também. Se isso se confirmar, o prazo para o repasse às clínicas é de cinco dias úteis. Por cada procedimento, o SUS paga R$ 179,03 . Na noite de quinta-feira, gestores de clínicas de hemodiálise conveniadas ao Sistema Único de Saúde no Estado reuniram-se, no Recife, para discutir o atraso no repasse de verbas do Ministério da Saúde. O problema estaria ocorrendo em todo o País.

Postado por Verônica Almeida

Palavras-chave

enviar para um amigo

Clínicas de hemodiálise reclamam de atraso de repasses do SUS

Publicado em 20/03/2014, Às 13:00

Gestores de clínicas de hemodiálise conveniadas ao Sistema Único de Saúde no Estado reúnem-se às 20h30 desta quinta-feira (20/03), no oitavo andar do edifício garagem do Hospital Português, no Recife, para discutir o atraso no repasse de verbas do Ministério da Saúde. O problema estaria ocorrendo em todo o País e teve visibilidade inicial em Santa Catarina. Os prestadores de serviço do sistema vão aproveitar o encontro e discutir também as repercussões das novas regras sanitárias para funcionamento das clínicas. Desde a semana passada entrou em vigor a Portaria  389 , do ministério,e a RDC nº 11 da Anivisa, voltadas à diálise.

Serviço de hemodiálise/Ne10

Serviço de hemodiálise/Ne10

 

A mudança nas regras sanitárias dos serviços de diálise

O Ministério da Saúde e sua Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) revisaram normas para serviços de hemodiálise, terapia voltada a renais crônicos. A RDC nº 11 entrou em vigor na semana passada, junto com a Portaria 389 /2014, do ministério. Uma das novidades é o descarte, após o uso por pacientes com hepatites B e C de dialisador (filtro que livra o sangue das impureza) e outros acessórios. Essa regra só valia para pessoas com HIV. O material já é de uso pessoal, o risco de contaminação durante a esterilização era mínimo, mas a nova norma o elimina por completo. As clínicas ainda terão prazos para se adequar a essa e outras regras. A nova portaria, por exemplo, não considera o responsável técnico na quota de médicos plantonistas, o que vai exigir mais contratações.

Jaime Brito, gerente-geral da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária e um dos consultores da nova legislação, fala sobre o assunto:

Jaime Brito/Jc Imagem

Jaime Brito/Jc Imagem

JC – Qual o principal avanço das novas normas?

JAIME BRITO – Além do descarte de material utilizado por pessoas com hepatite, a atual legislação também aumenta o controle sobre a qualidade da água usada no procedimento, fixando uma quantidade menor de toxinas bacterianas como parâmetro.

 

Postado por Verônica Almeida

Palavras-chave

enviar para um amigo

Hoje é o Dia Mundial do Rim

Publicado em 13/03/2014, Às 11:18

Hoje, 13 de Março, Dia Mundial do Rim, a Sociedade Brasileira de Nefrologia e outras entidades chamam atenção para a doença renal crônica, que cresce com o envelhecimento. Mas bem antes da terceira idade todos devem cuidar da saúde dos rins. Acesse www.sbn.org.br e conheça os oito passos importantes, um deles é beber dois litros de água por dia, no mínimo.

rim

Postado por Verônica Almeida

enviar para um amigo

Fotos do dia

Via-sacra no bairro da Boa Vista, Centro do Recife
Foto: Igo Bione/JC Imagem

> JC Imagem

Via-sacra no bairro da Boa Vista, Centro do RecifeVia-sacra no bairro da Boa Vista, Centro do RecifeVia-sacra no bairro da Boa Vista, Centro do RecifeVia-sacra no bairro da Boa Vista, Centro do RecifeVia-sacra no bairro da Boa Vista, Centro do Recife

Coluna no Twitter

OFERTAS
OFERTAS
Facebook Twitter RSS Youtube
Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM