Jornal do Commercio
foto Roberta SoaresUm novo olhar sobre o trânsito em Pernambuco
  • Tamanho do texto:
  • A-
  • A+

Posts com a tag congestionamento

Congestionamento faz motorista perder oito dias por ano no trânsito

Publicado em 08/11/2013, Às 20:26

carros1

 

Estudo sobre o índice de tráfego mundial aponta que motoristas passam, em média, oito dias em congestionamentos do trânsito por ano. Este índice mede os congestionamentos em 169 cidades de todo o mundo. Segundo a empresa TomTom, autora do levantamento e que trabalha com soluções para gestões de frotas,  os níveis de trânsito congestionado aumentaram à medida que as economias superaram a recessão e a simples construção de novas estradas não adianta mais. O estudo calcula o tempo de viagem durante os horários de tráfego tranquilo. Depois, cria uma comparação com base no mesmo caminho só que em horários de pico. Entram na comparação estradas e rodovias.

De acordo com a Maplink, empresa que fornece informações de trânsito, São Paulo detém o recorde de maior congestionamento do ano, com quase 764 quilômetros engarrafados. O Rio vem em segundo, com 455 quilômetros, em junho, seguido de Belo Horizonte, com 306. Segundo uma pesquisa da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o trânsito nos horários de pico na capital paulista está 12% mais lento, comparando 2012 e 2011. A média de congestionamentos pela manhã era de 56 quilômetros em 2011 e saltou para 68 quilômetros no ano passado. Já no período da tarde, o aumento foi de 75 para 92 quilômetros de engarrafamentos.

A Fundação Dom Cabral, de Minas Gerais, utilizou o ganho médio por hora do trabalhador brasileiro para calcular quanto os motoristas perderiam de dinheiro enquanto ficavam parados no trânsito. O prejuízo é de R$ 8 mil por ano. A revista Business Insider publicou que o trânsito congestionado de São Paulo custa US$ 2,3 milhões por ano e que o Brasil é o décimo país do mundo em número de veículos.

As dez campeãs de engarrafamento na segunda metade de 2013 são:

1. Moscou (65%)

2. Istambul (57%)

3. Rio de Janeiro (50%)

4. Varsóvia (44%)

5. Palermo (40%)

6. Marselha (40%)

7. São Paulo (39%)

8. Roma (36%)

9. Paris (36%)

10. Estocolmo (36%)

Share

Postado por Roberta Soares

enviar para um amigo

É possível acabar com os congestionamentos? Não seria uma utopia?

Publicado em 20/12/2012, Às 12:14

carros1


O FIM DO CONGESTIONAMENTO: UTOPIA OU POSSIBILIDADE?

A importância das redes de transporte coletivo, o desestímulo ao automóvel e os investimentos necessários para melhorar a mobilidade urbana nas cidades

Por  Luis Antonio Lindau
Nas últimas décadas entregamos o espaço viário ao automóvel. Hoje, buscamos soluções para um dos piores impactos desta decisão equivocada: o congestionamento. Muitos acreditam que só o metrô resgatará a mobilidade das cidades, pois mostrou-se eficaz em metrópoles que implantaram redes com várias linhas.

Londres e Nova Iorque têm redes superiores a 350 km, consolidadas há mais de meio século. Pequim e Xangai estão chegando lá: nos últimos 12 anos, saltaram de parcos 50 para mais de 350 km, a partir de enormes investimentos estatais. No Brasil, apesar dos 30 anos de investimentos em metrô, Rio e São Paulo carecem de uma rede abrangente e sequer ultrapassaram os 50 e 100 km, respectivamente.

Metrôs têm alto custo e longo período de implantação. Não são trechos ou linhas isoladas que salvarão as várias grandes cidades brasileiras. Se acharmos que a solução para o congestionamento passa por um sistema que aqui cresce 3 km por ano, estaremos fadados a um futuro ainda mais caótico.
No cenário mundial atual, ditado por parcerias público-privadas, é difícil imaginar a construção de grandes redes de metrô em qualquer cidade. A iniciativa privada precisa de investimentos com garantia de retorno financeiro e isso limita sua participação a trechos de linhas de metrô com alto potencial de passageiros.

Sabemos que investir só em transporte coletivo não resolve o congestionamento. Mas para desestimular o uso do carro, precisamos contar com uma rede de transporte coletivo de alta qualidade e penetração. É por isso que mais de cem cidades do planeta reordenam o uso de suas superfícies, dedicando faixas com 3,5m de largura ao transporte coletivo, que carrega até dez vezes mais pessoas que automóveis. Somaram a isso alguns dos atributos mais almejados pela população: conectividade, rapidez e confiabilidade.

Para atender bem, uma rede de transporte coletivo precisa conectar múltiplos pontos durante grande parte do dia. Seus veículos precisam circular livres do congestionamento, com curtos intervalos e garantia de chegada no horário previsto. Ao “metronizar” o ônibus (definição do urbanista Jaime Lerner) e combinar linhas paradoras com aceleradas e expressas, o BRT proporciona o mais eficiente uso da superfície viária.

O Rio consolida sua rede integrada de transporte coletivo com corredores BRT que devem ultrapassar 150 km até 2016. O trecho inicial do Transoeste recebeu 90% de aprovação. A boa avaliação segue a tendência de outros BRTs, como o da Cidade do México. Na pesquisa do periódico Reforma (2011), o BRT inclusive supera o metrô como o melhor sistema: 7,8 a 6,9 na avaliação dos usuários.

O ataque ao congestionamento começa pela implantação de uma rede de transporte coletivo de alta qualidade que atraia a todos. Essa é a premissa para conter o uso irrestrito do automóvel. Mas quando chegaremos lá? Para termos redes de transporte coletivo de alta qualidade, compatíveis com nossa realidade financeira, basta tirar o foco da estéril discussão metrô versus BRT e agir.
* Luis Antonio Lindau é PhD é Diretor-Presidente da EMBARQ Brasil (www.embarq.org)
* Retirado do site da ANTP (www.antp.org)

Confira vídeo com Lindau sobre as vantagens do BRT, feito durante seminário da NTU, em agosto de 2012:

Share

Postado por Roberta Soares

enviar para um amigo

Estrada da Muribeca – sinônimo de desordem

Publicado em 06/06/2011, Às 12:57

Moradores de Jaboatão dos Guararapes não aguentam mais penar diariamente por causa da desordem na Rodovia Estadual Eixo da Integração (PE-25), conhecida popularmente como Estrada da Muribeca. A rodovia liga o centro comercial de Prazeres, principal distrito do municipio, aos distritos de Jaboatão Centro e Cavaleiro. Mas, trafegar por aquela rodovia tem sido um calvário. Não importa hora e local, se no início, meio ou fim do dia. Um morador da área faz as reclamações. Ele explica que a Prefeitura de Jaboatão, com o intuito de atrair novos investimentos, vem concedendo incentivos e benefícios fiscais a vários grupos logísticos para se instalarem ao redor da rodovia. A medida impulsionou a economia local, mas por tabela, gerou um intenso tráfego na rodovia, que não tem sinalização e manutenção adequadas, além de nenhuma fiscalização.

Segundo o morador, os flagrantes de desrespito à legislação de trânsito são frequentes, como a utilização indevida do acostamento como estacionamento particular de carretas e caminhões que descarregam mercadorias nas companhias transportadoras que operam na PE-25. O caso já foi até denunciado ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), mas até agora nada. Desesperados, os moradores dos conjuntos habitacionais que existem na área há mais de 20 anos pedem que sejam feitos o recapeamento asfáltico, a reconstrução das muretas de segurança, a reforma estrutural da ponte que está deteriorada, a capinação, a melhoria na sinalização e a implantação de lombadas eletrônicas.

Confira a desordem e a localização da rodovia nas fotos abaixo:

 

 

 

 

Share

Postado por Roberta Soares

enviar para um amigo

Plano para fazer o Recife andar começa a ser implantado na próxima semana, garante PCR

Publicado em 21/05/2011, Às 14:03

O plano para fazer o Recife andar, anunciado na semana retrasada pelo prefeito João da Costa, começa, de fato, a ter algumas de suas ações implementadas na próxima semana. A primeira delas será o que a prefeitura chama de modernização da rede semafórica com a instalação de baterias nos sinais da cidade para evitar que eles parem de funcionar quando há queda ou variação de energia. O problema é comum nos dias de chuva, causando grandes transtornos para a circulação da capital.

A ação vai levar quatro meses para ser totalmente implantada nos 210 grupos semafóricos, ou seja, conjunto de sinais. E custará R$ 2,1 milhões. A prefeitura diz que a modernização inclui, além das baterias, que possuem três horas de duração, gabinetes para os controladores, uma forma de protegê-los contra a umidade.

O primeiro corredor atendido será a Avenida Agamenon Magalhães, onde nove sinais receberão as melhorias. Ainda neste mês, passarão pela modernização os semáforos das Avenidas Caxangá (15), Norte (18), Dois Rios (04) e da Rua Real da Torre (03).  Em junho, o trabalho continua nas seguintes vias: Abdias de Carvalho (8), Mascarenhas de Morais (20), Recife (10), Benfica (06), e José Bonifacio (04).

Em julho, será contemplada os bairros de Boa Viagem e Pina, com as Avenidas Boa Viagem (13), Conselheiro Aguiar (16) e Domingos Ferreira (21). Em agosto, receberão as melhorias os equipamentos das Avenidas Conde da Boa Vista (08), 17 de Agosto (11), Rosa e Silva (07), Rui Barbosa (07), Cruz Cabugá (06), Beberibe (12), Rua 48 (03), Joaquim Nabuco (06) e Rua do Espinheiro (03).

 

Foto: Inaldo Lins/Prefeitura do Recife

 

Foto: Inaldo Lins/Prefeitura do Recife

 

 

 


Share

Postado por Roberta Soares

enviar para um amigo

CTTU diz que está agindo

Publicado em 19/05/2011, Às 16:50

A Prefeitura do Recife não pretende ficar mais na defensiva nessas épocas de chuva e transtornos. Pela quantidade de informações lançadas nas redes sociais, especialmente no twitter, a estratégia agora é partir para o ataque, o que é ótimo para o cidadão. Nas últimas horas, devido às chuvas que caem no Recife, vários posts foram lançados informando que a CTTU está nas ruas atenta e atuando.
São várias informações: que a CTTU reforçou o monitoramento do trânsito, que dez equipes de manutenção semafórica estão nas ruas fiscalizando os equipamentos e organizando a circulação, e que 140 agentes de trânsito estão realizando desvios necessários e orientando os motoristas nos pontos congestionados. Que bom. Afinal, o que motoristas, passageiros e pedestres querem mesmo é ver os guardas nas ruas, atuando.
Siga a prefeitura no twitter:
Share

Postado por Roberta Soares

enviar para um amigo

A BR-101 no Recife é uma vergonha!

Publicado em 18/05/2011, Às 14:20

Resolvi escrever esse post na primeira pessoa porque a indignação pede. Indignação, aliás, que deve ser compartilhada por diversos motoristas e cidadãos em geral. Cubro o setor de trânsito e transporte do JC há oito anos e já fiz, pelo que me lembro, ao menos dez matérias sobre a degradação do contorno urbano da BR-101 no Recife. Como sempre, as reportagens mostraram a buraqueira na via e os perigos que ela representa para motoristas e pedestres. Mas em todo esse tempo nunca vi o contorno da BR-101 tão estragado como agora. A rodovia não presta para nada e as crateras tomaram conta de tudo. Não são mais problemas pontuais, visto em um ou outro trecho. Estão ao longo da estrada, principalmente entre a Avenida Norte e o Ibura e, especialmente, nas imediações da UFPE.

O poder público sempre tem uma desculpa para a degradação, mas a população não aguenta mais o jogo de empurra-empurra

O Dnit, órgão do governo federal responsável pela manutenção da BR, argumenta que o estrago do contorno é tão grande e tão antigo que a única solução é fazer uma nova rodovia. Ou seja, não adianta mais a manutenção, é preciso uma restauração. E o projeto que prevê-la está amarrado em Brasília há mais de três anos. Agora, espera por outro projeto: a implantação de um corredor de BRT que fará parte do SEI, previsto para a Copa de 2014. A Prefeitura do Recife, por sua vez, não tem gerência sobre a rodovia, embora ela seja uma via praticamente urbana. O município tentou assumir a gestão do contorno, como outras cidades fizeram com as BRs que as cortam, mas não conseguiu.

Enfim, desculpas e argumentos não faltam.  Enquanto isso, eu, você, nós, sofremos com os buracos. Sim, vale lembrar que os passageiros de ônibus também sofrem muito porque a rodovia é a principal ligação entre dois terminais importantes do SEI – os TIs do Barro e da Macaxeira, que transportam 110 mil passageiros por dia.

No vídeo abaixo, feito pelo fotógrafo Guga Matos, confira o estado em que se encontra a BR:

Share

Postado por Roberta Soares

enviar para um amigo

Confusão do trânsito no entorno dos mercados prejudica, também, os ônibus

Publicado em 17/05/2011, Às 17:30

Se a Prefeitura do Recife conseguir ordenar o trânsito no entorno dos mercados públicos – um dos desafios anunciados para melhorar a mobilidade da população – os maiores beneficiados serão os passageiros de ônibus. Isso porque muitos  coletivos têm deixado de realizar viagens em determinadas periferias da cidade. É o caso das linhas que passam pelo mercado público de Nova Descoberta, na Zona Norte da capital. Números da empresa Pedrosa confirmam as perdas: 1.200 viagens são perdidas por mês, ou seja, não são cumpridas porque os ônibus ficam presos nos congestionamentos da Rua Nova Descoberta, a principal do bairro.

Segundo Antero Parahyba, diretor-executivo da Pedrosa,90% das linhas da empresa passam pelo entorno do mercado de Nova Descoberta. Na prática, significa dizer que quase a totalidade dos 65 mil passageiros diários da empresa são prejudicados. Além da Rua Nova Descoberta ser estreita – tem apenas sete metros, o que é pouco para uma via que é o único acesso a uma área altamente adensada -, não há sinalização no local, o que estimula os motoristas a comerter irregularidadades. E, como na maioria dos mercados, o grande problema do trânsito é a falta de controle sobre a carga e descarga.

Confira um pouco da desordem no trânsito de Nova Descoberta nas fotos de Alexandre Gondim/JC Imagem:

 

 

 

 

Share

Postado por Roberta Soares

enviar para um amigo

Guardas municipais reagem a matérias sobre o péssimo trânsito do Recife

Publicado em 13/05/2011, Às 16:44

Notícias divulgadas pelo JC e pela coluna De Olho no Trânsito incomodaram a Associação dos Guardas Municipais do Recife, que representam os agentes de trânsito da CTTU. A entidade preparou uma carta aberta à população na qual afirma que o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação está promovendo uma “verdadeira caça às bruxas” contra a Prefeitura do Recife, especialmente à CTTU e a seus agentes. Os panfletos serão distribuídos a partir deste sábado nos semáforos da cidade e, no domingo, na final do Campeonato Pernambucano de Futebol.
Como titular da Coluna De Olho no Trânsito e autora de muitas das reportagens do JC que incomodaram e incomodam a categoria, disponibilizo abaixo a carta elaborada pela Associação da Guarda Municipal para que os leitores da coluna leiam e tirem suas conclusões.  A revolta dos agentes foi exatamente com um post da coluna, no dia 19/4, em que é dito que os agentes do BPTran continuariam nas ruas para ajudar a CTTU por causa dos transtornos provocados pela chuva que travaram o Recife.

No post é dito que, embora também com um efetivo reduzido, os agentes do BPTran são uma excelente ajuda porque têm experiência no controle do trânsito – responderam pela capital por muitos anos e ainda atuam em diversas cidades – e, por andarem armados, impõem mais respeito aos motoristas.

É isso. Vejam a carta, leiam o post que também está disponibilizado e confiram o especial multimídia Trânsito Sem Controle, também citado na carta, em que o abandono do trânsito da capital é mostrado.

“Carta à população

ASSOCIAÇÃO DOS GUARDAS MUNICIPAIS DO RECIFE

Recife, maio de 2011

Ignorância que vira notícia

As incansáveis matérias publicas (sic) pelo Jornal do Commercio e Sistema JCPM sobre o trânsito do Recife têm revelado ao mundo uma forma partidária de se fazer jornalismo. Dizemos partidária para não adjetivá-la de irresponsável e parcial. O que o JC e todos os seus canais de comunicação (rádio, tv e web) tem (sic) tentado fazer é uma verdadeira “caça às bruxas” à gestão da Prefeitura do Recife, utilizando a Guarda Municipal do Recife (GMR) e a CTTU como alvo de bombardeio. Por tabela, estão esquecendo de olhar para os bons profissionais da instituição que prestam serviço público no sentido literal da palavra. Desde sua municipalização, em 2002, a GMR é alvo de acusações e dúvidas porque assumiu o lugar que era da Polícia Militar, por meio do Batalhão de Trânsito (BPtran). Enquanto o JC se preocupa em só apontar falhas no serviço prestado, a Guarda Municipal se destaca como sendo a única do país a realizar a escolta presidencial e de autoridades politicas (sic) internacionais.

Ao que parece, há quem não “digeriu” a municipalização e a atuação da Guarda no trânsito. Essa insatisfação subjetiva tem ganhado conotações públicas. Exemplo disso é a matéria assinada por Roberta Soares, repórter do Jornal do Commercio. No ultimo (sic) dia 14 de abril, a jornalista publicou: “Bptran socorre CTTU e continuará nas ruas do Recife”. Ingenuamente, é citado que “os policiais têm prática na organização do trânsito e postura de agentes da lei. Resolvem os problemas de circulação com mais rapidez e eficiência que os agentes da CTTU. Até porque são PMs e têm armas na cintura, o que impõe mais respeito aos motoristas.” Ora, será que arma impõe respeito de fato?

Dizer que a Polícia Militar no trânsito é uma boa opção por andar armada é desconhecer o Estatuto do Desarmamento que permite que a Guarda Municipal também municie os seus agentes. Tratar do problema da mobilidade urbana, com um quantitativo de veículos que cresce assustadoramente e os espaços que são inversamente reduzidos, como um caso a ser resolvido com “arma na cintura” é, no mínimo, desconhecer do assunto. A problemática do trânsito e da mobilidade nos grandes centros urbanos brasileiro (sic) precisa ser denunciada pelos veículos de comunicação com responsabilidade e ações propositivas. Nós da Associação dos Guardas Municipais do Recife (AGIS) vimos (sic) a público para dizer que repudiamos o jornalismo leviano e amador. Jornalismo que carece de informações checadas, de dados, estatísticas e pesquisas, não merece credibilidade. Também foi publicado pelo jornal que os guardas patrimoniais assumiram sem possuir curso de trânsito. Mais um equivoco (sic). Na última semana, a GMR disponibilizou 70 novos agentes que foram capacitados para atuarem no trânsito.

Jornalismo sério se faz trazendo opinião de especialistas, modelos adotados por outros centros urbanos, como o escolhido pela cidade de Curitiba que é prova de que um trânsito seguro e eficiente é responsabilidade conjunta. A capital paranaense criou em 1997 o programa Cidadão em Trânsito. Esse programa é basicamente formado pela engenharia de tráfego, fiscalização e educação para o Trânsito, e em 2002, apenas 5 anos depois da criação do programa, Curitiba foi apontada como a capital brasileira com menor índice de mortes no trânsito. Esse fator torna-se mais importante quando descobrimos que nesse mesmo período a frota em Curitiba aumentou 27,52%, ou seja, diminuíram os acidentes mesmo com um aumento considerável da frota.

Estamos abertos às novas perspectivas. Por um trânsito mais harmonioso e ações conscientizadoras dos direitos de (sic) deveres do cidadão. Não basta levantar a bandeira de um modelo adotado anteriormente em que o cidadão não tinha voz e que era tratado com o mesmo equívoco que a repórter escreve sua matéria – com a arma na cintura.

Vimos (sic) a público perguntar, a você, cidadão: É de arma na cintura que você precisa pra se livrar do engarrafamento? É com arma que tornaremos o trânsito mais rápido e seguro? – Cuidado com o que você ler (sic).”  (reproduzido do Blog de Jamido)

 

Link do post que provocou a indignação dos agentes: http://jconlineblogs.ne10.uol.com.br/deolhonotransito/2011/04/19/bptran-socorre-cttu-e-continuara-nas-ruas-do-recife/

Link do especial Trânsito Sem controle: http://www2.uol.com.br/JC/especial/transitosemcontrole/

 

Share

Postado por Roberta Soares

enviar para um amigo

Para o Recife andar

Publicado em 12/05/2011, Às 14:38

Pequenas ações para grandes resultados. Essa é a filosofia do plano lançado pela prefeitura nesta quarta-feira com a missão de fazer o Recife andar. Nada de obras faraônicas, que custam caro e levam muito tempo para ser viabilizadas por causa da burocracia. Dessa vez, o prefeito João da Costa buscou a praticidade, anunciando basicamente intervenções de engenharia de tráfego, que são de curta implantação e repassam a imagem de que o trânsito da cidade possui gestão. Nada capaz de resolver todos os problemas de mobilidade, mas medidas para ajudar a dar fluidez ao trânsito.

E o que é melhor: as ações anunciadas são baratas. Estão orçadas em R$ 18 milhões. Valor que não daria, por exemplo, para duplicar os quatro quilômetros da BR-101 Sul, entre a rotatória da Caninha 51 e o entroncamento com a PE-60, no Cabo de Santo Agostinho, que custou R$ 21 milhões. O plano é amplo e, na prática, deverá começar a ter os resultados sentidos pela população em 30 dias. Pela previsão da prefeitura, começará a ser executado agora e terá a maior parte implantada até o fim do ano, sendo concluído no segundo semestre de 2012.

Leia mais na edição de hoje do JC

Share

Postado por Roberta Soares

enviar para um amigo

Novidades para o trânsito do Recife

Publicado em 11/05/2011, Às 10:48

Um plano oficial para melhorar o trânsito do Recife será lançado daqui a pouco pelo prefeito João da Costa. Entre as promessas, concurso para agentes de trânsito, requalificação de corredores viários, modernização semafórica e mudanças na circulação de algumas vias. Vamos ficar na torcida para que as promessas tenham, pelo menos, data para começar…

Mais informações em breve.

 

Foto de Bobby Fabisak/JC Imagem mostra uma das muitas cenas do trânsito confuso do Recife

Share

Postado por Roberta Soares

enviar para um amigo

Fotos do dia

Sport e Fluminense empatam por 2x2 na Arena. Mike fez o primeiro gol do Leão
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

> JC Imagem

Sport e Fluminense empatam por 2x2 na Arena. Mike fez o primeiro gol do LeãoSport e Fluminense empatam por 2x2 na Arena. Mike fez o primeiro gol do LeãoSport e Fluminense empatam por 2x2 na Arena. Mike fez o primeiro gol do LeãoSport e Fluminense empatam por 2x2 na ArenaSport e Fluminense empatam por 2x2 na Arena

Coluna no Twitter

OFERTAS
OFERTAS
Facebook Twitter RSS Youtube
Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM