Jornal do Commercio
foto Roberta SoaresUm novo olhar sobre o trânsito em Pernambuco
  • Tamanho do texto:
  • A-
  • A+

Lei Seca: multas difíceis de derrubar. Apenas 15% conseguem vitória

Publicado em 02/08/2012, Às 17:51

Foto: Clemilson Campos/JC Imagem

 

A lei seca não tem sido dura apenas para inibir motoristas acostumados a beber e dirigir, mesmo que em pequenas quantidades. Derrubar a multa de R$ 957,70 e evitar a suspensão por um ano da carteira de habilitação tem sido tarefa árdua para os autuados. Pelo menos em Pernambuco. Depois de ser pego em uma das blitzes de alcoolemia, são poucas as chances de o motorista conseguir derrubar a multa administrativamente. Recorrer da autuação muitos recorrem. O percentual chega a 50% do total de autuados e é um direito previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Só que poucos conseguem derrubá-la. As estatísticas do Detran constantam essa dificuldade. O percentual de sucesso tem ficado em torno dos 15%, se comparado com o total de condutores que entraram com recursos. Se o comparativo for feito com a totalidade de motoristas multados, esse índice cai para 7%.

Em 2010, dos 7.413 motoristas que foram multados pelo Detran-PE por dirigir depois de beber (na época as operações de lei seca estavam subordinadas ao órgão e, não, à Secretaria Estadual de Saúde), 3.430 entraram com recursos na tentativa de anular a autuação. O restante não recorreu. Do total de recursos, apenas 506 tiveram o pedido aceito. Como o processo de julgamento da infração e, consequentemente dos recursos, tem levado, em média, dois anos depois da autuação, o Detran só tem disponível o levantamento das autuações derrubadas referentes a 2010, que estão sendo finalizadas este ano. Em 2011, foram aplicadas 6.586 multas de alcoolemia e, destas, apenas 2.369 estão sendo questionadas.

Todas as multas derrubadas foram anuladas por causa de erros cometidos pelos agentes de trânsito no preenchimento dos documentos que formalizam a notificação. “O preenchimento incorreto é a causa de 100% das anulações. Temos trabalhado bastante para qualificar os agentes de trânsito, sejam os do Detran-PE, os da Polícia Militar (BPTran e BPRv) ou os municipais, promovendo cursos de capacitação. Mas o preenchimento dos documentos referentes à notificação é algo minucioso, repetitivo, que realmente requer muita atenção”, argumenta Simíramis Queiroz, presidente do Conselho Estadual de Trânsito (Cetran), instituição que detém a palavra final sobre os recursos de infração em Pernambuco.

Normalmente, o agente de trânsito que autua um motorista na blitz de lei seca tem que preencher, no mínimo, dois documentos: o auto de infração de trânsito (AIT) – que é a multa propriamente dita -, e o recibo de recolhimento do veículo e da CNH (no caso do veículo, quando ele não é entregue a um segundo motorista). Na maioria dos casos, é preciso ainda fazer o termo de recusa, documento preenchido quando o condutor se nega a fazer o teste, o que acontece em 90% das multas de alcoolemia aplicadas no Estado. “É difícil para o agente, principalmente de madrugada, depois de horas de blitzes. Esse índice de 15% de autos com erros, inclusive, já foi maior, chegou a 20%. Por isso estamos licitando a compra de 400 equipamentos para fazer o auto de infração eletronicamente. Eles serão distribuídos com nossos agentes e com os policiais do BPTran e do BPRv. A expectativa é de que os erros nos autos caíam para 2%”, afirma o diretor de fiscalização do Detran-PE, Sérgio Lins.

Entre os erros mais cometidos pelos agentes no preenchimento dos autos estão o esquecimento de indicar os sinais notórios de embriaguez do condutor e a identificação no termo de recusa. E, pelas Resoluções 206 e 149 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a notificação tem que ser anulada no caso de erro. Um caso emblemático de falha de preenchimento de autos de infração envolveu o secretário estadual de Transportes, Isaltino Nascimento. Em fevereiro, o secretário foi parado numa blitz de lei seca, na Zona Sul do Recife, e, depois de se negar a fazer o teste, terminou autuado. Só que, propositalmente ou não, o agente de trânsito – no caso, um Policial Militar à disposição da Operação Lei Seca – esqueceu de assinar o termo de recusa e identificar a matrícula. Uma falha primária. O processo corre administrativamente, mas o Detran-PE se negou a dar qualquer informação sobre ele. É fato, entretanto, que a multa deverá ser anulada.

 

Agente de trânsito errou a data da multa, beneficiando o bancário Tiago Sant’ana. Foto: Rodrigo Lobo/JC Imagem

Lei seca x Recursos

7.413 motoristas pernambucanos foram multados pela lei seca em 2010
3.983 deles não recorreram das multas
3.430 condutores apresentaram recursos ao Detran-PE
506 conseguiram derrubar as autuações
15% é o percentual equivalente de multas anuladas
7% é o índice de condutores que conseguiram anular as multas, fazendo o comparativo com o total de autuações em 2010

————————————————————————————————————————————————
Os erros mais comuns cometidos pelos agentes de trânsito na hora de fazer a atuação

1) Esquecer de citar mais de um sinal notório de embriaguez verificado no condutor autuado (no caso dos termos de recusa)
2) Esquecer de se identificar no termo de recusa, inclusive colocando o número de matrícula
3) Não vincular o número do termo de recusa ao auto de infração de trânsito
4) Deixar de completar todas as informações solicitadas nos documentos

90% das multas de alcoolemia são aplicadas em motoristas que se recusaram a fazer o teste, ou seja, isso implica que o agente de trânsito precisa preencher três documentos: o auto de infração de trânsito (AIT) (a multa propriamente dita), o termo de recusa (quando o condutor se nega a fazer o teste de alcoolemia) e o recibo de recolhimento do veículo e da CNH.
100% dos recursos acatados o são porque o agente de trânsito cometeu erros durante o preenchimento de um dos três documentos

————————————————————————————————————————————————-
Como fazer para recorrer da multa
* Em primeiro lugar, solicitar ao Detran a cópia do auto de infração de trânsito e do termo de recusa
* Verificar, com calma, se todas as informações estão preenchidas e são corretas. Atentar para citação a artigos do CTB, se todos os documentos estão assinados, se têm a matrícula do agente de trânsito e se o termo de recusa possui o número do auto de infração de trânsito
* Preencher o requerimento de recurso, anexar cópia do CRLV do veículo e da CNH do condutor e dar entrada em um dos postos do Detran-PE

2 anos é o tempo médio que o Detran-PE está levando para analisar as multas e os recursos de alcoolemia
3 etapas de defesa são previstas em cada uma das duas instâncias. Na primeira, o foco da análise é a confirmação do veículo envolvido na multa e, a segunda, é o condutor

Fonte: Cetran-PE/Detran-PE

Postado por Roberta Soares

enviar para um amigo

Comentários

Ninja

Acho muito importante os condutores infratores não obterem êxito no recurso pois de fato os mesmos são responsáveis pelos seus atos. O que me pergunto diariamente são os moldes da operação lei seca aqui no estado. Não entendo porque se gasta tanto dinheiro com os agentes da saúde que apenas estão para “anotar” os dados dos condutores abordados na blitz. Não seria melhor o governo investir esse dinheiro mal gasto em hospitais, UPAs, já que nosso sistema de saúde é tão precário!!!

Ito Andre V. Cavalcanti

QUAL O MOTIVO QUE FIZ DUAS VEZES COMENTARIOS
E ACUSA , ERROR ??????????

Ito Andre V. Cavalcanti

ESTE E A TERCEIRA VEZ QUE FACA O MESMO COMENTARIO , SERA QUE SERA PUBLICADO ???

ROBERTA SOARES , PARABENS pela sua importante e util materia.
EU conheco a sr.a Simiramis Queiroz, pessoalmente ha muitos anos , E uma antiga e muito competente funcionaria do Detran-PE , alem de ser muito inteligente, educada e gentil.
Fiquei surpreso com as declaracoes dela.
Ela declarou , ” O preeenchimento dos documentos referentes a notificacao e algo minucioso,repetitivo e requer muita atencao. ”
A sra. Simiramis e muito inteligente e sabe do que ocorre, porque nao criou um novo formulario ?
Tem que ter criatividade no trabalho e ela e capaz.
E o Diretor de Fiscalizacao do Dtran-PE, sr. Sergio Lins, eu o conheco, declarou que ,” Estamos licitando a compra de 400 equipoamentos para fazer o auto de infracao eletronicamente . ”
POR QUE ja nao fez ???
Dinheiro o Detran -PE tem demais. E este equipamente e muito importante e util, vai facilitar o trabalho dos agentes de transito.
O que ocorreu com o Secretario Estadual de Transporte, sr. Isaltino Nascimento , e inaceitavel, absurdo , desrepeito a sociedade ,autoritarismo.
Esse elemnto foi parado em uma blitz da LEI SECA (LEI MOLHADA ) na Zona Zul ( qual o local ?) e depois de se NEGAR a fzaer o TESTE terminou ” autuado “. So que ,o agente de transito era um POLICIAL MILITAR e ESQUCEU de assinar o Termo de Recusa e identificar a maticula , uma falha primaria.
MEDO , ele sabia que ia ser punido se multasse essa “autoridade” .Que vergonha, que nojo.
Isso so acontece no BRASIL.
E o pior, o DETRAN-PE se negou a dar informacao sobre o “processo administrativo”. Demonstrou que NAO havia nenhum processo administativo.
Outro absurdo, se houver um erro na DATA da multa , ira beneficiar o infrator , Piada de mau gosto.
15 % das das multas sao anuladas porerros cometidos pelos agentes de transito do Detran-PE , do BPtran ,, BPRv e guardas municipais , no preenchimento dos documentos que formalizam a notificacao. O prenchimento incorreto e a causa de 100% das anulacoes . Isso e uma prova incontestavel que existe , PROPINAS.
E o retrato do BRASIL .
MUDAR ? NUNCA .
ISTO E BRASIL.
ROBERTA SOARES , DEUS lhe de muita saude,paz,sucessos e sorte, sempre .Amem.
VOCE merece e DEUS reconhece.
Abracao.

ITO CAVALCANTI
PLEASANTON ,CALIFORNIA , U.S.A.

Fernando Ramos

“Engraçado”!
Pessoal, vocês não acham que isso é algo inusitado no nosso país?
Estava há muito tempo esperando o desfecho do caso Isaltino, e quando olho a matéria, não fiquei nada surpreso.
O agente de Traansito esqueceu de assinar o termo de recusa e identificar a matrícula. Logo no caso do secretário de Transporte de Pernambuco.
Poxa, que sorte de Isaltino Nascimento….
Que pena que muitos não tiveram a mesma sorte…

ricardo

você que escreveu à matéria, deveria se informa mais antes de publicar uma coisa dessa em um jornal tão respeitado, deveria estudar.Em primeiro lugar o que o CTB trata para anulação de multas, são erros no preenchimento do auto de infração, e não em formulários como o termo de recusa, pois o mesmo só serve para fins judiciais para o processo de suspensão do direito de dirigir do condutor. Por isso senhor jornalista vamos estudar antes de falar mal dos nossos policiais militares antes de por em duvida a caráter dele para tantas pessoas, eles que não estão ali para ajudar ninguém e sim para fazer cumprir a lei. Bom dia a todos

Caio

Gostaria de informar uma prática muito comum que os condutores que estão com habilitação suspensa de dirigir por alcoolemia estão fazendo, eles antes de devolver a habilitação ao DETRAN, tira segunda via, devolve a segunda via e fica andando com a original pelas ruas, como as blitz de trânsito não realizam consulta da habilitação no momento da abordagem, os condutores que estão com habilitação suspensa, continua sem punição. isso é uma vergonha que os orgão de trânsito não realiza essa consulta no momento da blitz na rua para verificar se o condutor está suspenso de dirigir.

wilson

Realmente derrubar à multa é quase impossível mesmo,não é só de bafômetro não!!! Qualquer uma!!! Agora no caso de processo por alcoolemia,esse não vai existir por quê não existem provas(bafômetro) aquilo que o agente anota nas notificações como “sinais de embriagues” não vale de nada perante algum juri ou processo….. Mesmo que o condutor tiver tomado um copo de cerveja e não tiver nenhum sinal de embriaguez(mas se recusa,por quê qualquer teor já acusa0 então os agentes colocam já de praxe esses dados!!! Agora sobre Isaltino Nascimento,é claro que o PM ficou com medo e não assinou e nem colocou matricula de proposito,e ele vai se queimar é???? Isso é Brasil!!!

Santana

Estou contigo Ricardo!
Quem nunca errou que atire a primeira pedra. Outra coisa, se o cara pode liberar a autoridade na hora porque que ele iria autuar?
Acredito na operação lei seca, está fazendo um ótimo trabalho (e ainda existem pessoas que se sintam incomodadas com as fiscalizações), isso é a pura causa de quando o infrator se vê numa situação onde não pode subornar um policial, é isso que acontece quando temos uma operação no estado que tem CREDIBILIDADE, ao inves de está maculando a imagem dos policiais ou agentes do Detran deveriam cumprir primeiramente a lei pois infratores que vivem as margens daquelas deveriam assumir as consequencias de DIRIGIR ALCOOLIZADO pondo em risco as nossas FAMILIAS. Pancada nos bebinhos detran, Só vai assim!!!

Portal do Trânsito » Lei Seca: multas difíceis de derrubar. Apenas 15% conseguem vitória

[...] Jornal do Commercio Essa página não tem comentários |  Envie por E-mail | | [...]

Santos

o Sr Andre v Cavalcanti deve ter sido muito enganado ou molestado psicologicamente pq segundo seu comentário ele não acredita em ninguem nesse mundo, desconfia de tudo e de todos ate do computador q não quer publicar sua opnião!!! Na operação lei seca nao tem arrumadinho sr Andre, sou Policial e trabalhei nela durante muito tempo e tenho certeza q o meu companheiro errou como qualquer ser humano erra e não por medo de transferência ate pq a lei seca é a figura Do governador Edurado Campos Amigão!!! Sei q a sociedade já esta sobrecarregada de tanta corrupção porém nao pode generalizar e sair caluniando o que vc não sabe!!! A maioria das pessoas e policiais sao do bem ao contrario dessa cultura q aprendemos quando criança!!!

Ito Andre V. Cavalcanti

SANTOS… ANONIMO E SER COVARDE.
EU NAO GOSTO DE COVARDES.
MAS, IREI LHE RESPONDER PORQUE TENHO EUCACAO.
EU NAO ESTOU ENGANADO E OU MOLESTADO PSICOLOGICAMENTE.
EU NAO SOU DESCONFIADO E NAO ACREDITO EM NINGUEM.
RELEIA A MATERIA DA SR. ROBERTA SOARES E O MEU COMENTARIO E ANALISE O QUE FOI ESCRITO .
RESPONDA, POR QUE O SOLDADO DA PMPE , ” ESQUECEU ” DE ASSINAR O TERMO DE RECUSA E A MATRICULA, UM “ERRO” PRIMARIO.
LOGICO QUE ESTE POLICIAL MILITAR ESTAVA COM MEDO ,SABIA QUE IRIA SER PUNIDO .
VOCE E POLICIAL MILITAR E IRIA FICAR TAMBEM COM MEDO DE NOTIFICAR UM SECRETARIO DE ESTADO. DEIXE DE SER FALSO .
VOCE E HONESTO ? NAO DEMONSTROU.
PORQUE QUEM ” DEFENDE” UM POLICIAL MEDROSO E OU CORRUPTO E PORQUE APROVA SEU ATO .
ISSO DEIXA DUVIDAS .
RESPEITE SE QUISER SER RESPEITADO.
NAO SOU DO SEU TIME DE CAFAGESTES.
SOU HONESTO , SINCERO E CORAJOSO ,EM TUDO QUE REALIZO .
E DEIXE DE SER BAJULADOR DO GOVERNADOR EDUARDO CAMPOS.
SE VOCE NAO RECEBE PROPINAS , NAO PERMITA QUE SEUS COLEGAS TAMBEM NAO RECEBAM.
PARA NAO MACULAR A IMAGEM DA PMPE. .
ENTENDEU ???
ANTES DE FAZER UM COMENTARIO, LEIA, ESTUDE E ANALISE AS MATERIAS DO JORNAL DO COMERCIO E DOS COMENTARISTAS ,PARA EVITAR COMENTARIO AGRESSIVO, IDIOTA E INUTTIL.
RESPEITE, PARA SER RESOITADO.
NAO GOSTEI DO SEU COMENTARIO.
Espero que este util comentario seja PUBLICADO .
E a minha DEFESA>
GRATO .

ITO CAVALCANTI
CALIFORNIA , U.S.A..

Ito Andre V. Cavalcanti

FERNANDO RAMOS , P A R A B E N S .
SEU COMENTARIO MOSTRO A REALIDAD E A VERDADE
DO QUE OCORRE NAS BLITZES DA LEI SECA .
SE OS MOTORISTAS EMBRIAGADOS RESERVAREM
O DINHEIRO PARA A PROPINA , SERAO LIBERADOS .
SE OS MOTORISTAS FOREM PESSOAS INFLUENTES E PODEROSAS , SERAO LIBERADOS.
A LEI SECA E UMA ENGANACAO.
NAO SER OBRIGADO A FAZER O TESTEE DO BAFOMETRO E UMA PIADA DE MAU GOSTO .
AS PESSOAS INFLUENTES E PODEROSAS , CAPITALISTAS ,PODE MATAR E OU DEIXAR GRAVES SEQUELAS NAS PESSOAAS INOCENTES.
OU FICARAO IMPUNES E OU PAGARAO UMA FIANCA.
A MORTE DE UMA OU MAIS PESSOAS, E TABELADA.
SERA QUE ALGUMA PESSOA SABE O PRECO QUE UM MOTORISTA EMBRIAGADO IRA PAGAR PELA SUA VIDA E OU DE ALGUMA PESSOA DA SUA VIDA ???
E A MESMAA COISA DE UM PUTEIRO ( zona do baixo meretricio) , ONDE AS MULHERES DETERMINAM O PRECO .
OS POBRES , SE FOREM PEGSO EMBRIAGADOS E NAO TIVEREM DINHEIRO PARA PAGAREM A FIANCA, VAO FICAR HOSPEDADO EM UM ” HOTEL ” (presidio) DO ESTADO.
E O RETRATO DO BRASIL.
MUDAR ? NUNCA .
PARABENS ROBERTA SOARES , CONTINUE REALIZANDO MATERIAS DE GRANDE IMPORTANCIA PARA A SOCIEDADE
PARABENS AO JORNAL DO COMMERCIO, POR TER UMA EXCELENTE JORNALISTA . NOTA 10.
SAUDE , SUCESSOS E SORTE , SEMPRE.
Espero que o JC PUBLIQUE este comentario.
CONFIO no JC .
GRATO.

ITO CAVALCANTI
CALIFORNIA, U.S.A..

João

Ao Sr. André Cavalcanti e demais que contestam a lisura da Operação Lei Seca desenvolvida em PE.
Duas coisas são indiscutíveis nessa ação:
MUITAS vidas estão sendo salvas, graças a esse incansável e valoroso trabalho. Basta comparar os números de atendimentos de acidentes de trânsito na emergência do HR – maior urgência pública do Estado – do primeiro trimestre de 2012 em relação a 2011. Redução de 41%! Isso significa que muito pai de família, muito jovem, muita gente (inclusive algum amigo seu ou você mesmo, que critica irresponsavelmente, por simples recalque social ou por projetar genericamente em todo mundo os seus próprios valores e caráter) deixou de morrer ou tornar-se inválido nesse período!
A outra coisa é que a LEI HOJE ALCANÇA A TODOS! Não adianta espernear, esbravejar chavões de que “no Brasil a lei é pro pobre” ou revoltas infundadas do gênero. F-A-T-O! A Lei Seca é moralizada em PE. A imprensa sabe disso, os políticos sabem disso, as autoridades judiciárias sabem, os policiais militares e civis idem, os cidadãos abastados sabem disso, o pobre sabe também. E por uma questão muito simples e prática: representantes de todas essas categorias já foram parados numa blitz da LEI SECA (não cabe aqui confundir com blitz de trânsito, pois a Lei Seca apresenta uma estrutura logística e visual que facilita a diferenciação dela das demais). E passaram pelos procedimentos legais cabíveis. Se sopraram e o resultado foi “bom”, se a documentação obrigatória estava em dia, seguiram viagem normalmente. Os que fizeram o inverso, recusaram-se ou sopraram com resultado “ruim”, ou ainda estavam irregulares em relação à documentação… sentiram que a norma legal foi cumprida, indiscriminadamente, sem “arrego”, sem “jeitinho”, sem propina ou facilitação.
Está aí pra todo mundo ver. A própria imprensa noticiou não apenas o caso Isaltino, mas de diversas pessoas de visibilidade, outros políticos de expressão inclusive federal… inúmeros casos, que descredenciam acusações irresponsáveis e sem solidez.
Deixemos de ser levianos. Acusar sem conhecer é leviano. Generalizar em relação a caráter é leviano. Ao invés disso, façamos a nossa parte. Faça a sua. Cumpra a Lei. Não beba e dirija. Não dê carteirada nem diga “você sabe com quem está falando?”. E o principal: não ache que é mais honesto que todo mundo… pior: não ache que todos são iguais a você.

Santana

Como é que o cara é tão ignorante ao ponto de não acreditar no proprio país? ridicularizar a propria nação? Deve ser por isso que deve levantar a bandeira de outros em suas assinaturas. Será que também adquiriu xenofobia americana, ou outra??? Temeroso isso heim…

Acredito em TODOS que compõe a POLICIA MILITAR. Pessoas como VOCÊ não merecem a nossa vida a qual arriscamos todos os dias em pro da segurança Pública, da vida da sociedade pernambucana, muitas vezes sendo comparados como bandidos (ditos como MEDROSO E OU CORRUPTO) ou os que se deixam corromper por esta cultura marginalizada.

Como exigir respeito de um leitor? Acusando-o de medroso? ou quando se diz que isso só acontece no BRASIL? Não por ser nacionalista mas acredito nas pessoas, nos pernambucanos e não generalizo quanto a sua dignidade, sua ética, sua moral e estaremos sempre a disposição da sociedade quando solicitar-mos e prontos para reprimí-los quando se desviar da legalidade.

Continuo dizendo… Pancada nos bebinhos Detran, e se sobrar um pouco, nos molestados tambem, se beberem e dirigir é claro… e qualquer coisa é só recusar “AMIGÃO”, tambem está previsto em lei, não é piada de mau gosto!

lucia

Onde se obtem todos os documentos para recorrer da multa e processo aministrativo?
Mais pergunta: se na ATI no local da assinatura o agente escreveu sd.Borges (isso é assinatura? não anula o documento? pois acho que se levado a um cartório não seria possível reconhecer a assinatura, então entendo que não é assinatura. Ainda,Foi anotado, no mesmo documento, que foi oferecido o etilometro e o condutor se negou. apenas isso, não teria que constar na ATI algumas prova? Se negar ao famoso bafômetro é direito, então, entendo que na ATI, não tem nenhuma prova da embrigues…ou é feito em documento apartado? Não é caso de nulidade?

lucia

Complementando a pergunta, como houve um pequeno acidente que motivou achamda dos PMS, no BO foi colocado que apresentava sinais de embriaguês, vestes desalinhadas, hálito etílico,etc
Osse BO não é apenas para o Forum , pelo crime de trânsito? Ou é juntado ao processo administrativo (multa e suspensão da CNH) , mas repito a AIT não consta nada, apegas que se negou ao uso do bafômetro. O BO N dp foi feito posteriormene, e o interessante ainda que no BO, onde consta os dados do infrator: Tem um item que diz Condições físicas: NORMAL Isso quer dizer que me consideraçao normal? poucos minutos depois dos PMS alegaram que eu estava bâbada?

lucia

Mas uma vez encomodando, mas meu prazo da defesa prévia já está quase terminando. Existem vários artigos na inter, feito por médicos, dizendo que o uso de antigripais vendidos livremente em farmácia, podem causar tonturas, perda de reflexos, etc. ~São remédios que não contem alcool e não são substâncias psicopativas mas podem ser confundidos na aplicação da lei seca. Ocorre que esses remédios contem o principio ativo de ati-histamínico que podem causar esses efeitos.. Eu tenho nota fiscal que comprei um dia antes do acidente e no dia do acidenre (benegripe e Fernergam) que contem esse princípio. Nao seria uma boia alegação? Vi decisão de um juiz que ninguem pode ser enquadrado na lei seca se ficar tonto, por exemplo, por ter batido a cabeça, acho que isso dos remédios, seria tonturas e perda de reflexos de forma involuntária…Tem muitos sites explicando isso
http://boaspraticasfarmaceuticas.blogspot.com.br/2009/04/medicamento-pode-dar-sono-ao-volante.html

http://www.cnt.org.br/paginas/Agencia_Noticia.aspx?noticia=medicamentos-reacoes-adversas-saude-efeitos-automedicacao-motoristas-05032014

Tem muita coisa disso na internete Preciso de uma respota urgente pois meu prazo está se esgotando. Agradeço Muito

lucia

Se possível, respostas antes de terminar meu prazo kkkkkkkkk depois não adianta

Comentar

*

Fotos do dia

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

> JC Imagem

Coluna no Twitter

OFERTAS
OFERTAS
Facebook Twitter RSS Youtube
Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM