Jornal do Commercio
foto Laércio LutibergueTire suas dúvidas e conheça as peculiaridades da língua portuguesa.
  • Tamanho do texto:
  • A-
  • A+

A vírgula de “mas”

Publicado em 18/11/2011, Às 9:45

Há um costume de sempre se empregar uma vírgula depois da conjunção “mas”.

Para algumas pessoas, isso é automático: usou “mas”, vírgula!

No entanto, nem sempre essa conjunção adversativa é acompanhada de vírgula.

A obrigatoriedade da vírgula só existe quando ela liga orações de um mesmo período:

Ele falou muito, mas não disse nada.

Saiu cedo, mas chegou tarde.

Come muito, mas não engorda.

Note que, nesse caso, a vírgula sempre vem antes de “mas”.

A vírgula, porém, é facultativa quando esse “mas” localizado no meio do período tem valor aditivo (equivale a “e”):

Não só o pai mas também o filho viajaram.

Não só o pai, mas também o filho viajaram.

Quando a conjunção “mas” aparece no início do período, a conversa é outra.

Aqui, só haverá vírgula depois dela se houver uma frase intercalada separando-a do resto da oração da qual ela faz parte.

Observe os exemplos:

Mas, apesar dos esforços, a meta não foi alcançada.

Mas, reconhece o ministro, o Brasil precisa economizar mais energia.

Mas, se o quadro não for alterado, o apagão é inevitável.

Veja que em todos os exemplos aparece uma frase entre vírgulas.

Esse detalhe é muito importante, porque uma única vírgula depois do “mas” que inicia período é indicativo de erro.

Isto é, se não forem duas vírgulas, a pontuação provavelmente estará equivocada.

Para comprar o novo livro de Laércio Lutibergue, clique AQUI.

Postado por Laércio Lutibergue

enviar para um amigo

Comentar

*

Fotos do dia

Anônimos e autoridades no velório de Ariano Suassuna, no Palácio do Campo das Princesas
Foto: Igo Bione/JC Imagem

> JC Imagem

Anônimos e autoridades no velório de Ariano Suassuna, no Palácio do Campo das PrincesasPaulo Rubem, Armando Monteiro, Aguinaldo Fenelon e João Paulo no velórioPaulo Rubem, Armando Monteiro, Aguinaldo Fenelon e João Paulo no velórioAnônimos e autoridades no velório de Ariano Suassuna, no Palácio do Campo das Princesas

Arquivos da Coluna

Coluna no Twitter

OFERTAS
OFERTAS
Facebook Twitter RSS Youtube
Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM