Arquivos da categoria: UFPE

UFPE

13 fev 2015

Até breve!

Foto: Diego Nigro/  JC Imagem

Foto: Diego Nigro/ JC Imagem

Caros leitores, estimados feras,

O Blog do Fera sai de cena, agora que as primeiras matrículas do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foram concluidas. Voltaremos no segundo semestre deste ano, quando as notícias sobre o acesso às principais universidades serão mais frequentes.

Aos feras, é importante ter atenção com o cronograma das instituições pernambucanas (veja abaixo). Qualquer dúvida, sugestão ou comentário, entrem em contato comigo por email (mazevedo@jc.com.br) ou pelo telefone da redação do Jornal do Commercio (81-3413.6532).

Até logo!

Margarida Azevedo

 

Fique ligado

UFPE – Dia 20 de fevereiro libera a lista de espera. O primeiro remanejamento sai em 3 de março

UFRPE – Dia 19 de fevereiro começa a matricular os candidatos da lista de espera

Univasf –  Dia 19 de fevereiro começam as reuniões de chamada pública para os convocados na lista de espera

IFPE – Dia 23 de fevereiro sai a lista de espera do Sisu

UPE – Dia 2 de março sai o primeiro remanejamento

09 fev 2015

Veja todas as vagas que sobraram na UFPE

UFPE foi a terceira universidade mais procurada no Sisu. Foto: Passarinho /  Ascom UFPE

UFPE foi a terceira universidade mais procurada no Sisu. Foto: Passarinho / Ascom UFPE

Já está disponível, no site da UFPE, a lista com os cursos que não tiveram todas as vagas preenchidas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação. Foram 6.562 vagas ofertadas, das quais  3.675 ocupadas. Há, portanto,  2.887 vagas disponíveis para remanejamentos.

Haverá chamada de novos alunos em todos os 99 cursos da UFPE. Nenhuma graduação teve 100% das vagas com matrículas. A lista de espera com nomes de todos os inscritos será liberada pela UFPE logo após o Carnaval, no dia 20 de fevereiro. O primeiro remanejamento sai em 3 de março.

Vagas preenchidas e ociosas – Recife

Vagas preenchidas e ociosas – Vitória de Santo Antão

Vagas preenchidas e ociosas – Caruaru

07 fev 2015

Quase metade das vagas da UFPE não é preenchida

Centro de Ciências da Saúde abriga o curso de medicina, no câmpus Recife, que teve 47 vagas ociosas. Foto: Passarinho / Ascom UFPE

Centro de Ciências da Saúde abriga o curso de medicina, no câmpus Recife, que teve 47 vagas ociosas. Foto: Passarinho / Ascom UFPE

Quase a metade das vagas que a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) disponibilizou no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação, não foi preenchida. Dos 6.562 candidatos aprovados, 3.673 se matricularam essa semana, o que representa 56% do total de estudantes que conquistou vaga. Outros 2.889 (44%) não compareceram à instituição. Significa que essa vagas não preenchidas serão disponibilizadas, nos remanejamentos, para novos vestibulandos.

“A quantidade de vagas preenchidas está dentro do esperado. Mantive contato com outras universidades que participam do Sisu há mais tempo e soube que a média é essa. Na Universidade Federal do Ceará, por exemplo, que foi mais concorrida que a UFPE, gira em torno de 40% as vagas ociosas”, comenta a pró-reitora acadêmica da UFPE, Ana Cabral.

O remanejamento sai dia 3 de março. Medicina, um dos cursos mais concorridos, teve 78 vagas ociosas. Foram 47 no Recife (de 140 ofertadas) e 31 em Caruaru (de 80 abertas). Para direito serão convocados 69 novos candidatos. Não houve matrícula em 29 vagas no turno matutino e 40 no horário noturno.

Das 395 vagas do conjunto das engenharias (CTG), que no Sisu aparece com a nomenclatura ABI (Área Básica de Ingresso), foram 172 vagas sem serem ocupadas. Administração teve 136 vagas liberadas (97 no Recife e 39 em Caruaru). Em odontologia serão convocados 80 estudantes. A lista completa com o quantitativo de vagas ociosas será divulgada segunda-feira, segundo Ana Cabral.

Podem concorrer nos remanejamentos os candidatos que se inscreveram, até ontem, na lista de espera do Sisu. Após o Carnaval, no dia 20 de fevereiro, a UFPE divulgará a lista dos estudantes convocados para confirmarem a intenção de ocupar uma vaga na universidade.

UNIVASF – A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) teve 711 vagas não preenchidas. No total, a instituição ofereceu 1.370 vagas no sistema. Em medicina sobraram 27 vagas: 12 no câmpus de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, e 15 em Paulo Afonso, na Bahia. Segundo a universidade há vagas remanescentes em todos os 24 cursos presenciais de graduação.

Veja vagas ociosas da Univasf

06 fev 2015

Acaba nesta sexta-feira prazo para se inscrever na lista de espera do Sisu

Quem participou do Enem pôde se inscrever no Sisu".  Foto: Alexandre Gondim /  JC Imagem

Quem participou do Enem pôde se inscrever no Sisu”. Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem

Acaba nesta sexta-feira o prazo para participar da lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Os feras que não foram aprovados na chamada regular do sistema podem se candidatar às vagas que não foram preechidas.

Vale lembrar que o estudante só pode se inscrever na lista de espera no curso que colocou como primeira opção do Sisu. Para se inscrever, o candidato deve acessar o boletim pessoal na página do Sisu e clicar no botão correspondente à inclusão do nome na lista.

Também podem aderir à lista os estudantes que foram selecionados na segunda opção, independentemente de terem feito a matrícula.

As listas de espera serão divulgadas pelas universidades a partir de quarta-feira (11). É importante que o candidato se informe com a instituição que se inscreveu quando a relação será liberada.

Em Pernambuco, participam do Sisu a UFPE, UFRPE, Umivasf, IFPE e IF do Sertão. Na edição do sistema em 2016 haverá o ingresso da UPE.

04 fev 2015

Sotaques de todo o Brasil na UFPE

Vitória saiu do interior de São Paulo para estudar medicina no Recife. Foto: Guga Matos /  JC Imagem

Vitória saiu do interior de São Paulo para estudar medicina no Recife. Foto: Guga Matos / JC Imagem

Em meio ao burburinho dos novos alunos que estudarão na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) a partir deste ano, chamou a atenção, durante a matrícula esta semana, sotaques de diferentes Estados brasileiros, sobretudo entre os novatos de medicina. Com o ingresso da instituição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação, as 6.562 vagas puderam ser disputadas por jovens de Norte a Sul do País. Desse total, 750 (11,4%) ficaram com estudantes de fora de Pernambuco.

Além do sotaque, outro detalhe observado pelos vestibulandos daqui: nem todos os rapazes de outros Estados têm o costume de ficar carecas e as garotas de rasparem uma das sobrancelhas. “Achamos interessante porque a maioria dos aprovados de fora não está de cabeça raspada”, comentou Maria Eduarda Bizarro, fera de medicina que integra o Grupo de Apoio aos Remanejáveis (Gare). A UFPE teve aprovados de 25 das 27 unidades da federação, sendo a maioria de São Paulo (225), Ceará (67), Bahia (58) e Minas Gerais (44).

Vitória Guidetti, 19 anos, vai encarar uma mudança radical para cursar medicina. Até ver o nome na lista dos aprovados, mês passado, morava com os pais no pequeno município de Jales, no noroeste de São Paulo, distante 586 quilômetros da capital. Agora terá que viver sozinha no Recife.

“Tentei a Federal do Mato Grosso, mas não deu. Passei na UFPE. Fiquei feliz, apesar de ser distante de casa. Nunca tinha vindo a Recife. Achei a cidade grande, assim como a universidade”, comentou Vitória, ontem, após se matricular. Ela veio com a mãe. Chegaram domingo e estão hospedadas na casa de uma amiga, no bairro do Espinheiro.

“Comecei a pesquisar lugares para morar. Visitei um pensionato, mas não gostei porque teria que dividir o quarto”, afirmou Vitória. Na fila da matrícula, conheceu a pernambucana Susana Andrade, 21, colega de turma. “No início não gostei da UFPE aderir ao Sisu porque a concorrência passou a ser nacional. Agora avalio que foi positivo porque eu também pude concorrer fora de Pernambuco e fui aprovada na UFMG”, observou Susana, feliz com a vaga na UFPE, após quatro anos tentando.

Lara Beatriz Melo, 18, desembarcou no TIP direto para a UFPE. Também tinha que se matricular em medicina. Saiu de Fortaleza segunda-feira, acompanhada de um irmão. “Só estive aqui uma vez, para brincar o Carnaval. Agora será onde vou morar pelos próximos anos”, afirmou Lara, que vai procurar alguém para dividir apartamento. “Estou na casa de um primo, em Boa Viagem. Volto 5ª feira para o Ceará”, relatou.

Nesta quarta-feira (04) tem matrícula para retardatários de todos os cursos. Segundo a pró-reitora acadêmica, Ana Cabral, no dia 12 de março sai a lista com os alunos distribuídos por entrada. Mais cedo, em 3 de março, haverá a divulgação dos remanejados. O ano letivo começa em 16 de março no primeiro semestre e 17 de agosto no segundo.

31 jan 2015

Lei federal proíbe ocupar duas vagas em universidades públicas

Fera que passou na UPE e também na UFPE terá que optar por uma das duas instituições. Foto: Diego Nigro /  JC Imagem

Fera que passou na UPE e também na UFPE terá que optar por uma das duas instituições. Foto: Diego Nigro / JC Imagem

A lei federal 12.089, publicada em novembro de 2009, proíbe que uma mesma pessoa ocupe duas vagas simultaneamente em cursos de graduação em uma ou mais instituições de ensino superior pública. Portanto, o estudante que foi aprovado na Universidade de Pernambuco (UPE) e também conquistou vaga por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) só poderá se matricular em uma instituição. Tanto o edital de matrícula da UPE como o do Sisu destacam a lei.

A decisão do vestibulando tem que ser tomada rapidamente, uma vez que as matrículas das universidades participantes do Sisu começaram ontem e seguirão até terça-feira (dia 3). No Estado, participam do sistema do Ministério da Educação as federais de Pernambuco (UFPE), Rural (UFRPE) e do Vale do São Francisco (Univasf), além dos Institutos Federais de Pernambuco (IFPE) e do Sertão Pernambucano (IF Sertão). No Brasil são 128 participantes.

Na UFPE, matricularam-se ontem feras de administração, direito, história e geografia, graduações que também são ofertadas na UPE.  A pró-reitora de graduação da UFPE, Ana Cabral, informa que o procedimento de desistência da vaga é simples. “Basta o estudante comparecer à universidade com uma declaração onde informa que desiste da vaga”, explica Ana Cabral.

Os aprovados nas engenharias, na UFPE, terão matrícula segunda-feira. Medicina, odontologia e enfermagem, outros cursos que coincidem com a UPE, terão matrículas na terça-feira.

28 jan 2015

Na UFPE, apenas 11,4% dos aprovados pelo Sisu não são de Pernambuco

ARTE_SISUPE

Os números mostram que a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) não teve a invasão de candidatos de fora do Estado por causa do ingresso no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), como temiam muitos vestibulandos. Somente 11,4% das vagas foram ocupadas por pessoas que não residem em Pernambuco. Essa realidade, no entanto, não vale para medicina no Recife, uma das graduações mais disputadas, que teve mais da metade das vagas preenchidas por estudantes de fora.

Dos 6.562 novos universitários que ingressarão na UFPE este ano, 5.812 são de residentes em Pernambuco e 750, originários de 25 das 27 unidades da federação. A maior parte é de São Paulo (225). Em seguida, aparecem os cearenses (67), baianos (58) e mineiros (44). Só não há aprovados do Acre e de Roraima.

Quando se observa especificamente medicina na capital, constata-se que 66 vagas (47,15%) foram preenchidas por feras de Pernambuco e 74 (52,85%) por participantes de outros Estados. Mais uma vez os paulistas predominam: ficaram com 28 vagas. Ainda do Sudeste virão cursar medicina na instituição 7 cariocas, 7 mineiros e 6 capixabas. Do Nordeste, serão 15: 4 potiguares, 3 sergipanos, 3 cearenses, 2 paraibanos, um piauiense, um maranhense e um baiano.

Além de medicina no Recife, somente os cursos de cinema, oceanografia e geologia, também na capital, tiveram mais classificados de outros Estados. Foram 54%, 56% e 65%, respectivamente. Nas outras 90 graduações, a presença de pernambucanos é maior. Um exemplo é medicina em Caruaru. Das 80 vagas, 52 são de jovens do Estado.

“Quando aderimos ao Sisu, uma parcela da sociedade temeu o risco de os estudantes daqui perderem vagas para concorrentes de outros Estados, mas os dados revelam que esse receio não teve fundamento. Mesmo a UFPE figurando entre as três instituições mais concorridas do País, 88% das vagas foram ocupadas por estudantes do nosso Estado”, destacou o reitor da UFPE, Anísio Brasileiro. A pró-reitora acadêmica, Ana Cabral, afirmou que a universidade, quando realizava vestibular, já era bastante procurada por feras de outros lugares.

MATRÍCULA – Começa sexta-feira a matrícula dos classificados no Sisu. Seguirão até quarta-feira (4) da próxima semana. O candidato que não comparecer (ou mandar representante legal) perderá a vaga. A UFPE divulgará no dia 20 de fevereiro a lista dos inscritos na lista de espera. Em 3 de março sai a relação dos remanejados. “Vamos monitorar a ocupação das vagas, sobretudo de quem é de fora. Entraremos em contato com esses alunos caso não frequentem as aulas para saber se desistiram e assim liberar a vaga para remanejamento”, explica Ana Cabral.

Marina Viana Padilha, 17 anos, concluinte do Colégio Santa Maria, no Recife, passou em medicina na Universidade Federal da Paraíba, mas tem chance de ser remanejada para a UFPE, sua primeira opção no Sisu. “Meu pai mora em João Pessoa, será tranquilo estudar lá, mas prefiro a UFPE”, comentou.

27 jan 2015

Os 10 primeiros colocados na UFPE, no câmpus Recife

Bruno de Oliveira Lima ficou com a maior média de medicina no Recife

Bruno de Oliveira Lima ficou com a maior média de medicina no Recife

Dos 10 candidatos primeiros colocados no Sisu para a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), no câmpus Recife, cinco são de medicina. Entre os 10, apenas um é de fora do Estado.

Veja quem são os 10 primeiros lugares da UFPE no Recife:

1º JOAO LUCAS FERNANDES DOS SANTOS, média 881,29, bacharelado em matemática

2° BRUNO DE SOUZA LEAO TORRES, média 862,39, bacharelado em física

3º BRUNO DE OLIVEIRA LIMA, média 841,24, medicina

4º ARTHUR DANZI FRIEDHEIM TENORIO, média 834,58, direito (matutino)

5º MIGUEL LINS QUINTELLA, média 831,28, medicina

6º MATHEUS HENRIQUE MARTINS COSTA, média 826,73, ABI (engenharias ou CTG)

7º GABRIEL NOVAES LEAL JARDIM, média 826,68, medicina

8º CAIO CESAR BORGES BARROS, média 826,16, medicina

9º GABRIELA ARAUJO BRITTO, média 825,95, engenharia da computação

10º ALINE VASCONCELOS FERNANDES, média 819,56, medicina

27 jan 2015

Mais da metade das vagas de medicina da UFPE, no Recife, é ocupada por feras de fora do Estado

Medicina, no Recife, terá 74 estudantes de fora do Estado. Foto: Bobby Fabisak /  JC Imagem

Medicina, no Recife, terá 74 estudantes de fora do Estado. Foto: Bobby Fabisak / JC Imagem

Das 140 vagas do curso de medicina, oferecidas no câmpus de Recife, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), mais da metade ficou com candidatos que não são do Estado. Sessenta e seis vagas (47,15%)  foram preenchidas por feras pernambucanos e 74 (52,85%) com participantes do Sisu de outros Estados.

Em Caruaru, onde a UFPE também oferece o curso de medicina, a proporção de aprovados de fora é menor: 28 contra 52 pernambucanos. A oferta de um bônus de 10% na média final do candidato que estudou no Agreste contribuiu para garantir mais presença dos vestibulandos do Estado.

 

27 jan 2015

Maioria dos aprovados na UFPE pelo Sisu é de Pernambuco

UFPE foi a terceira universidade mais procurada no Sisu. Foto: Passarinho /  Ascom UFPE

UFPE foi a terceira universidade mais procurada no Sisu. Foto: Passarinho / Ascom UFPE

Somente 11,42% das vagas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) disponibilizadas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu)  foram ocupadas por candidatos de fora do Estado. Isso representa 750 vagas, de um total de 6.562 ofereidas pela instituição. De Pernambuco há 88,57%  feras classificados (5.812 estudantes) no sistema.

São Paulo é o Estado com mais aprovados na UFPE, 225 jovens. Em segundo e terceiro lugares, respectivamente, estão o Ceará, com 67 pessoas, e a Bahia, com 58 candidatos. O quarto e o quinto Estados com mais classificação na universidade pernambucana são, nessa ordem, Minas Gerais (44 candidatos) e Paraíba (41 feras).

Veja de onde são os candidatos aprovados na UFPE:

Estado       nº de candidatos

AL              44
AM            10
AP               1
BA             58
CE             67
DF            18
ES              21
GO             5
MA           22
MG           44
MS             7
MT             5
PA             30
PB             41
PE             5812
PI              20
PR             20
RJ              37
RN             26
RO            3
RS            16
SC              9
SE              19
SP            225
TO            2